Central de Atendimento : (21) 3385-2000

Orientações para prevenir a desidratação durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia

>>>Orientações para prevenir a desidratação durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia
Orientações para prevenir a desidratação durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia 2017-01-23T16:51:47+00:00

orientacoes-para-prevenir-a-desidratacao-durante-os-tratamentos-de-quimioterapia-e-radioterapia

Por Mônica Benarroz – Nutricionista do Grupo COI

A desidratação ocorre quando uma pessoa não bebe quantidade satisfatória de líquidos e/ou apresenta perda excessiva de líquidos por meio de sintomas como vômitos incontroláveis, diarreia líquida e febre, por exemplo. É um quadro perigoso porque pode provocar outros sintomas, tais como: letargia, fadiga, falta de apetite, perda de peso, prisão de ventre, desorientação, insuficiência renal e até coma, em casos mais graves. O problema da desidratação pode ser agravado em pessoas idosas, por essas terem menos estímulo para beber água e outros líquidos.

Dependendo da localização do tumor, durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia, esses (tratamentos) podem provocar vômitos e diarreia nos pacientes. Esses sintomas, se não tratados rapidamente, podem comprometer a continuidade do tratamento e levar à necessidade de hospitalização do paciente.

Para ajudá-lo a prevenir a desidratação, selecionamos algumas dicas para você ficar bem hidratado durante o seu tratamento. A água é um elemento muito importante e deve ser valorizado durante todo esse período, uma vez que ajuda a manter o organismo em equilíbrio e possibilita o bom funcionamento dos órgãos..

Dicas:

1) Crie uma rotina de beber água ou líquidos refrescantes, mesmo sem ter sede.

2) Beba diferentes líquidos ao longo do dia; no mínimo, 2 litros. Caso tenha dificuldade de beber um copo cheio de água, prefira ingerir pequenos volumes, várias vezes por dia, ou substitua a água por outra bebida refrescante.

3) Se o seu paladar estiver alterado, e a água, com gosto amargo ou metálico, prefira suco de frutas, refresco de frutas, água de coco, chá gelado. O importante é fazer a hidratação.

4) Escolha alimentos ricos em água, por exemplo: salada de vegetais folhosos, tomate, melancia, melão, laranja, tangerina, leite, iogurte, sorvete, picolé.

5) Evite bebidas que possam contribuir com a desidratação ou agravá-la: bebidas com cafeína (café, refrigerantes) ou bebidas adocicadas.

6) Faça uso dos medicamentos que seu médico prescreveu de modo correto para evitar sintomas de náusea, vômitos e diarreia.

7) Em caso de vômitos:

  •  Prefira as bebidas geladas como água de coco, isotônicos ou soro caseiro.
  • Aumente o consumo de líquidos.
  • Fracione as refeições em pequenas quantidades, em horários regulares.
  • Evite o consumo de alimentos gordurosos como carnes gordas, creme de leite, leite condensado, chocolate, queijos amarelos, pães com creme, pão de queijo, massas folhadas, maionese, frituras, etc.

Não se esqueça: informe o seu médico sobre qualquer sintoma.

8) Em caso de diarreia líquida:

  • Aumente o consumo de líquidos (fique atento para não beber suco de frutas laxativas).
  • Fracione as refeições em pequenas quantidades, em horários regulares.
  • Evite o consumo de alimentos ricos em fibras (grãos, cereais integrais, vegetais folhosos, salada crua); frutas laxativas (abacate, ameixa, mamão, manga, laranja, uva); alimentos gordurosos e açucarados.

Atenção! Informe o seu médico sobre qualquer alteração no seu organismo.