Central de Atendimento : (21) 3385-2000

Desnutrição: é possível prevenir e tratar

>>>Desnutrição: é possível prevenir e tratar
Desnutrição: é possível prevenir e tratar 2017-01-23T16:51:46+00:00

desnutricao

Por Monica Benarroz – Nutricionista do Grupo COI

A perda de peso antes do diagnóstico do câncer é um problema frequente. Pode estar relacionada à falta de apetite, ao desânimo e às alterações da função digestiva. Muitas vezes, a perda de peso não planejada é a principal causa de o paciente procurar o médico e, após a realização de exames, descobrir que a causa do emagrecimento está associada ao câncer.

A perda de peso terá impacto negativo na qualidade de vida da pessoa com câncer, visto que o emagrecimento pode levar à desnutrição e provocar prejuízo em diferentes dimensões: biológica, emocional e social (ver quadro).

De modo geral, a desnutrição é o resultado do desequilíbrio entre a oferta de alimentos (nutrientes e calorias) e o gasto de energia (atividades regulares). Entretanto, a pessoa com câncer, em muitos casos, pode ter maior gasto de energia por causa da doença.

A boa alimentação é um fator determinante para a saúde de qualquer pessoa, particularmente para aquelas que fazem tratamento para combater o câncer. Os alimentos não curam o câncer, mas fortalecem o organismo para poder suportar os tratamentos que possam ser necessários, desde cirurgias até tratamentos combinados, como, por exemplo, quimioterapia associada à radioterapia.

A proposta da alimentação balanceada, adequada e com horários regulares é prevenir e corrigir as possíveis alterações de peso e deficiências nutricionais.

Algumas vezes, é necessário fazer uso de suplementos nutricionais, principalmente para quem apresenta sinais graves de desnutrição.

A assistência nutricional pode ajudar a identificar problemas relacionados à alimentação/nutrição e contribuir para o sucesso do tratamento.

Impacto da desnutrição:

[tabela]